Institucional
Quem somos

A Pró-Reitoria de Pesquisa (PRP) é um órgão central da Universidade de São Paulo que tem como objetivos a idealização, o planejamento, o acompanhamento e a avaliação relacionadas à Pesquisa. É função da PRP promover o estímulo à pesquisa através de bolsas de auxílio e facilitar o contato entre os órgãos responsáveis por meio da concepção de eventos de prospecção. Ela também é responsável pela gestão das políticas científicas aplicadas internamente na Universidade, coordenando e administrando Normas e Regimentos.

Desde sua fundação em 1934, a USP desenvolve papel fundamental no avanço da Pesquisa no país, seja no campo científico, tecnológico ou social, graças aos trabalhos realizados por seus alunos e docentes. Atualmente, é responsável por 22% de toda a produção científica no Brasil e conta com 1834 grupos de pesquisa certificados pelo CNPq. Todo esse investimento na busca pela excelência rende à Universidade um alto padrão em escala mundial, tanto no ensino quanto na pesquisa.

 

Histórico

A criação da Pró-Reitoria de Pesquisa (PRP-USP) data de 1988 (Resolução nº 3461, de 07/10/88), quando teve lugar o processo de reformulação do Estatuto Geral da Universidade de São Paulo, que engendrou a reestruturação universitária após o fim do Regime Militar. A criação das quatro Pró-Reitorias (Graduação, Pós-Graduação, Cultura e Extensão Universitária e Pesquisa) teve papel central no projeto de renovação da administração central, com vistas à uma melhor organização das atividades-fim da Universidade.

A Pró-Reitoria de Pesquisa surgiu com o intuito de dar base comum e incentivo oficial à pesquisa. Durante suas primeiras gestões (1988-94), organizaram-se as diretrizes gerais que guiariam a atuação do órgão. Dentre as ações propostas no período, destacam-se a avaliação sobre a produção acadêmica global da Universidade, os primeiros projetos de internacionalização e a criação de mecanismos que promovessem maior comunicação entre Departamentos e Unidades, dentre os quais os Núcleos de Apoio à Pesquisa (NAPs). Desta época data também o início da informatização do campus São Paulo, perpetrada pela PRP, através da compra e distribuição de microcomputadores. Em meio ao contexto histórico conturbado, no entanto, o órgão, bem como toda a Universidade, passou por dificuldades. Apenas com a melhora no panorama político-econômico do país as atividades se estabilizariam e conseguiriam avançar com tranquilidade. Assim, a partir de meados dos anos 90, o crescimento na área de Pesquisa foi notável na Universidade.

A partir dos anos 2000, as atividades teriam continuidade, sendo reiterados os esforços de internacionalização. Para tanto, dentre outras ações, ampliaram-se os bancos de dados das pesquisas realizadas dentro da Universidade, inauguraram-se novos vínculos com instituições estrangeiras, e foi reforçado o apoio à pesquisa na Graduação. Neste momento, o simpósio anual de Iniciação Científica, passou a ser internacional, o SIICUSP (Simpósio Internacional de Iniciação Científica e Tecnológica da USP).

Entre os anos de 2005 e 2009, a PRP teria por bases de ação o estímulo às parcerias com empresas de grande porte, a melhoria da infraestrutura de pesquisa e o incentivo a grupos produtivos. Data também deste período a criação do Programa de Pré-Iniciação Científica, que ao oferecer uma experiência de pesquisa a alunos do Ensino Médio da rede pública de ensino, visa aumentar a conexão USP-sociedade, bem como incutir o apreço à pesquisa nas novas gerações, ampliando o acesso à Universidade de São Paulo.

Atualmente em sua oitava gestão, a Pró-Reitoria de Pesquisa continua a atuar para a concretização de seus propósitos gerais, a saber: (a) consolidação da USP enquanto universidade de pesquisa, (b) promoção da aproximação entre academia e sociedade, (c) maior integração e comunicação da Comunidade USP, sobretudo entre as Comissões de Pesquisa departamentais, (d) incentivo à iniciação à pesquisa, (e) acompanhamento e incentivo de atividades de captação de recursos para pesquisa, (f) fomento de mecanismos de avaliação global da produção acadêmica e (g) validação da posição internacional da Universidade.

 

Pró-Reitores de Pesquisa | USP:

Prof. Dr. Erney F. Plessmann de Camargo (dezembro de 1988 a agosto de 1993)

Prof. Dr. Geraldo Gomes Serra (agosto de 1993 a fevereiro de 1994)

Prof. Dr. Hugo Aguirre Armelin (fevereiro de 1994 a novembro de 1997)

Prof. Dr. Hernan Chaimovich Guralnick (dezembro de 1997 a novembro de 2001)

Prof. Dr. Luiz Nunes de Oliveira (dezembro de 2001 a novembro de 2005)

Profa. Dra. Mayana Zatz (dezembro de 2005 a dezembro de 2009)

Prof. Dr. Marco Antonio Zago (janeiro de 2010 a dezembro de 2014)

Prof. Dr. José Eduardo Krieger (dezembro de 2014 - atualmente)