CPEs

“O Programa FAPESP de Centros de Pesquisa em Engenharia usa o modelo bem-sucedido do Programa Especial CEPID (Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão) e o associa ao PITE, no qual há uma empresa parceira co-financiadora da pesquisa, fortemente motivada para participar da definição dos temas focais a serem investigados, participar ativamente dos projetos de pesquisa, e para usar os resultados obtidos com o centro.

A característica mais importante do plano de ação de um Centro de Pesquisa em Engenharia é sua multiplicidade de missões. Na base de suas atividades, a missão principal é executar projetos de pesquisa complexos, na fronteira do conhecimento, orientados a problemas e à busca de resultados bem definidos, que colaborem para a formação de um centro de pesquisa de classe mundial durante sua existência. Adicionalmente, o plano do Centro deve desenvolver, a partir do núcleo de pesquisa internacionalmente competitiva, meios efetivos de transferência de tecnologia, educação e disseminação do conhecimento.

A complexidade da execução do plano de pesquisa de um Centro de Pesquisa em Engenharia requer financiamento de longo prazo e autonomia no uso de recursos. Esta exigência torna imperativo uma forte conexão institucional com o parceiro co-financiador e meios adequados para um rigoroso acompanhamento de suas atividades.

A premissa que fundamenta e orienta um projeto como o Centro de Pesquisa em Engenharia é a realização de pesquisa competitiva internacionalmente segundo os melhores referenciais mundiais de excelência . Desta atividade de pesquisa derivam os demais objetivos listados ao lado.”

A premissa que fundamenta e orienta um projeto como o Centro de Pesquisa em Engenharia é a realização de pesquisa competitiva internacionalmente segundo os melhores referenciais mundiais de excelência . Desta atividade de pesquisa derivam os demais objetivos acima listados.”

a) Pesquisa de classe internacional na fronteira do conhecimento, fundamental ou orientada para aplicações, em ambos os casos buscando explorar ativamente as oportunidades de contribuir à resolução de problemas e à busca de resultados bem definidos, com potencial evidenciado para criar o impacto social e para a inovação tecnológica;

b) Transferência de conhecimento para a Empresa parceira e a sociedade, incluindo-se aí o setor empresarial, o setor não-governamental e/ou o setor público. Alguns exemplos de realizações valorizadas neste objetivo são:

b.1.Realização de projetos em parceria com empresas ou órgãos, governamentais ou não, responsáveis por políticas públicas. Esses projetos poderão beneficiar-se dos programas Pesquisa em Parceria para Inovação Tecnológica (PITE) ou de Pesquisas sobre Políticas Públicas da FAPESP (PPP).

b.2.Formação de pequenas empresas que incorporem resultados de pesquisas desenvolvidas pelo Centro a seus produtos ou serviços. Essas pequenas empresas poderão beneficiar-se do Programa de Inovação em Pequenas Empresas (PIPE) da FAPESP.

c) Interação com o sistema educacional, especialmente nos níveis fundamental e médio, por exemplo, usando o Programa de Melhoria do Ensino Público da FAPESP.

RCGI – Centro de Pesquisa para Inovação em Gás (Shell) – Coordenador: Julio Romano Meneghini

Centro de Pesquisa Aplicada em Bem-Estar e Comportamento Humano (Natura) – Coordenadora: Emma Otta

SPARCBio – Centro de Pesquisa Avançada de São Paulo para Controle Biológico (Koppert) – Coordenador:  José Roberto Postali Parra.

CINE – Centro de Inovação em Novas Energias (Shell) – em parceria com Unicamp e IPEN. Coordenador USP: Juarez Lopes Ferreira da Silva.