Encontro de Pós-Doutorandos da USP

Encontro de Pós-Doutorandos da USP

 
 
 

Nessa edição, além da apresentação de pôsteres dos Pós-Doutorandos da USP, também ocorreu uma sessão de Flash Talks, na qual os inscritos na sessão de pôsteres tiveram 2 minutos para apresentarem sua pesquisa de forma dinâmica ao público presente.

Também foram oferecidas três oficinas aos Pós-Doutorandos no período da tarde, das 14h30 às 18h30.

Confira a descrição completa das oficinas que foram realizadas:

DESCRIÇÃO DAS OFICINAS

Design Thinking

Local: Escola Politécnica – Engenharia de Produção – Sala Ocean

O objetivo da oficina foi promover a interação de pós-doutorandos de diferentes áreas em uma atividade baseada na abordagem de Design Thinking, com o intuito de potencializar a colaboração e o desenvolvimento de projetos interdisciplinares.

Ministrantes:
– Prof. Dr. André Fleury – Professor do Departamento de engenharia de Produção da Escola Politécnica e do Curso de Design da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU)
– Profa. Dra. Roseli Lopes – Professora do Departamento de Engenharia de Sistemas Eletrônicos da Escola Politécnica e coordenadora do InovaLab.

Communicating and Presenting in the Scientific Environment

Local: Prédio da Reitoria – Sala 20

Ministrada em inglês, a oficina consistiu em uma série de atividades voltadas para a comunicação oral de trabalhos científicos e para o estabelecimento de relações interpessoais no contexto dos eventos acadêmicos. Trata-se de compreender os ambientes nos quais o pesquisador circula, buscando um maior aproveitamento de seu potencial para comunicar sua pesquisa e para estabelecer redes de conexão com seus pares. O ambiente da pesquisa compreende desde o momento da comunicação formal até as interações informais, à mesa do café e nos corredores. Todos os momentos são importantes para comunicar-se, e a oficina se propôs a auxiliar no desenvolvimento de consciência e de habilidades nesse sentido.

Ministrantes:
– Profa. Dra. Ana Paula Tavares Magalhães Tacconi – Professora do Departamento de História da Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas (FFLCH) e assessora da Pró-Reitoria de Pesquisa.
– Maria Cristina Borba – professora de língua inglesa e capacitadora em publicações acadêmicas da Escola Politécnica.

Divulgação científica: ainda dá tempo! – Como se comunicar melhor e divulgar ciência para pessoas leigas

Local: Centro de Difusão Internacional – Auditório

“Como posso falar melhor em público? Como posso fazer com que a minha pesquisa seja melhor entendida pelas pessoas? Como gravar e postar um vídeo sobre o que faço todos os dias na Universidade?”

Nesta oficina foram abordados conhecimentos básicos de comunicação e divulgação científica:

• Como falar em público e utilizar ferramentas da linguagem corporal para melhorar a comunicação

• Como traduzir conhecimentos complexos para um público leigo.

• Como utilizar a Internet e mídias digitais para fazer divulgação científica.

A oficina possibilitou aos participantes o desenvolvimento das principais habilidades necessárias para uma comunicação mais eficiente, visando melhorar suas apresentações, aulas e também dando os recursos necessários para começar a se aventurar no mundo da divulgação científica.

Ministrantes:
– Guilherme D. Telles: mestrando da EEFE-USP, vencedor da etapa nacional de 2018 do FameLab (maior competição de divulgação científica do mundo), finalista do Euraxess Brasil 2018 e vencedor do Prêmio Vídeo Pós-Graduação USP na categoria Ciências da Saúde.
– Guilherme S. N. Lui: graduando da EEFE-USP, divulgador científico no canal ComCiência Corporal e membro do Science Vlogs Brasil.

A Pró-Reitoria de Pesquisa promoveu, nos dias 18 e 19 de outubro de 2018, a segunda edição do Encontro de Pós-Doutorandos da USP. O objetivo do evento foi estimular a colaboração entre pós-doutorandos de áreas diversas, bem como possibilitar a interação entre diferentes grupos de pesquisa.

No dia 18, o encontro foi realizado no Auditório do Centro de Difusão Internacional, na Cidade Universitária (Av. Lúcio Martins Rodrigues, s/n, travessa 4), e teve a apresentação de palestras e debates, além da exposição dos projetos dos pós-doutorandos e dos grupos de pesquisa da Universidade.

O evento contou em sua abertura com Sylvio Canuto, Pró-Reitor de Pesquisa da USP. O primeiro debate, sobre Perspectivas de Carreira, contou com a mediação de Fausto Mendes (FO / PRP USP) e a discussão foi feita por Gustavo Belchior (CORE US), Rafael Vicente (Itatijuca Biotech) e Katia Pinheiro (Observatório Nacional – RJ), que trataram sobre o futuro da pesquisa no Brasil e quais os caminhos podem ser traçados pelos pesquisadores.

O segundo debate foi sobre Interdisciplinaridade, tendo como mediador o professor Antonio Saraiva (EP / PRP USP) e os debatedores foram Roberto Marcondes (IME USP), Francisca Dantas (EACH USP) e Lorena Barberia (FFLCH USP), que discutiram o papel do entrelaçamento entre as diferentes disciplinas para enriquecer as práticas de pesquisa e chegar a melhores resultados

O terceiro debate foi sobre Filhos e Carreira, com a mediação de Ana Paula Magalhães (FFLCH / PRP USP), em que Rossana Soletti (UFRGS) e Silvana Bitencourt (UFMT) discutiram o impacto da maternidade na carreira científica das mulheres brasileiras em tempos da produção científica e o gênero na cultura acadêmica/científica atual.

Já no dia 19, foram oferecidas duas oficinas. A primeira delas, realizada na Reitoria, sobre Networking & Writing Proposals, teve como objetivo impulsionar a formação de redes, com ênfase na transdisciplinaridade, e favorecer a produção acadêmica escrita, em português e em inglês, para fins de publicação e visibilidade das pesquisas.

A segunda oficina, ocorrida na Sala Ocean Poli USP, promoveu a interação de pós-doutorandos de áreas diferentes em uma atividade que seguiu a abordagem de Design Thinking, com o intuito de potencializar a colaboração e o desenvolvimento de projetos interdisciplinares.

Durante os dias 29 e 30 de junho de 2017 ocorreu o 1º Encontro de Pós-Doutorandos da USP, que buscou incentivar a interação entre pesquisadores em nível de pós-doutoramento de diferentes Unidades das mais diversas áreas do conhecimento dentre as Unidades da USP. Com a presença de mais de 300 participantes, o Encontro contou, em seu primeiro dia, com mesas redondas e palestras com temas diversos, tais como publicação de projetos, relação da pesquisa com inovações na indústria, transformando seu projeto em negócio, entre outros, além da exposição de trabalhos em formato de pôster.

No segundo dia, foram desenvolvidos workshops e oficinas práticas voltadas ao aprimoramento na escrita e apresentação de projetos e no envolvimento colaborativo entre áreas. O “Workshop Networking & Proposal Writing” buscou impulsionar a formação de redes, com ênfase na transdisciplinaridade e favorececimento da produção acadêmica escrita, em português e em inglês, para fins de publicação e visibilidade das pesquisas. Já as oficinas tiveram como objetivo promover o encontro de pós-doutorandos de áreas diferentes, numa atividade seguindo a abordagem de “Design Thinking”, a fim de potencializar a colaboração e o desenvolvimento de projetos interdisciplinares.

“O projeto do evento cumpriu estava planejado. Nós conseguimos reunir algumas centenas de pós-doutorandos que tiveram a oportunidade de fazer networking com uma representação massiva de grupos de pesquisa da USP, como CEPIDS, INCTES, Agência de Inovação. E é isso que queremos” – mencionou o Pró Reitor de Pesquisa da USP, José Eduardo Krieger, a respeito do evento.

Krieger ainda comentou sobre atual situação destes pesquisadores e falou sobre a sua importância social: “O pós-doutorando representa a principal força de trabalho na pesquisa ousada, pesquisa de risco, e nós (a USP) temos ainda uma proporção muito pequena deles. É uma relação de um pós-doc para cada quatro docentes, e queremos aumentar esse número. Em contraposição, nós temos uma atividade de formação de mestres e doutores que aproxima de um por docente a cada ano. É preciso que haja um equilíbrio, para que uma Universidade de Pesquisa como a nossa, possa entregar o que a sociedade espera”.

O projeto é que o evento torne-se frequente e aconteça sempre no primeiro semestre de cada ano. O principal objetivo é que o Encontro de Pós Doutorandos da USP seja um ponto cada vez maior de inflexão atraindo um grande número de “pós-docs” e fazendo com que eles se sintam importantes dentro da Universidade. E aqueles que irão proporcionar novos empregos a eles, seja na academia ou na iniciativa privada, que estejam presentes para providenciar um networking satisfatório, a fim que esse ciclo virtuoso produza maiores dividendos para as pesquisas feitas no país, para as empresas, para a Universidade e para os próprios pós-doutores.

Facebook: evento.

 

Ex – Pró-Reitor de Pesquisa, Porf. José Eduardo Krieger